quarta-feira, 29 de outubro de 2008

REFLEXÕES

Mais um interessante e reflexivo mail (ou parte dele) enviado pela minha prima Livia.

Até quando?
Quando acontecer conosco, será tarde para reagir!!!

"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu.
Como não sou judeu, não me incomodei.
No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista.
Como não sou comunista, não me incomodei .
No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico.
Como não sou católico, não me incomodei.
No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933 , símbolo da resistência aos nazistas.

Parodiando o pastor protestante Martin Niemöller, símbolo da resistência nazista:
"Primeiro eles roubaram nos sinais, mas não fui eu a vítima,
Depois incendiaram os ônibus, mas eu não estava neles;
Depois fecharam ruas, onde não moro;
Fecharam então o portão da favela, que não habito;
Em seguida arrastaram até a morte uma criança, Que não era meu filho..."
Claudio Humberto, 09 FEV 2007

Primeiro levaram os negros
Mas não me importei com isso
Eu não era negro
Em seguida levaram alguns operários
Mas não me importei com isso
Eu também não era operário
Depois prenderam os miseráveis
Mas não me importei com isso
Porque eu não sou miserável
Depois agarraram uns desempregados
Mas como tenho meu emprego
Também não me importei
Agora estão me levando
Mas já é tarde.
Como eu não me importei com ninguém
Ninguém se importa comigo.

É PRECISO AGIR Bertold Brecht (1898-1956)

terça-feira, 21 de outubro de 2008

CURIOSIDADES

Recebi por mail essas curiosidades que não posso afirmar serem de fontes confiáveis. Aliás, quase todos os mails não acredito que sejam de fontes confiáveis. Confio nos remetentes. Talvez elas apareçam em almanaques de curiosiades ou até mesmo no livro dos recordes, o Guiness Book. E depois de lerem isso não vão dizendo que eu não sou normal.

A MULHER QUE ATINGE 200 ORGASMOS POR DIA

O barulho de um trem, o secador de cabelo, uma máquina fotocopiadora - tudo isso é motivo para Sara Karmen, uma britânica de 24 anos, sentir um orgasmo. Somente durante os 40 minutos de uma entrevista ao jornal News of The World, ela teve 5 orgasmos. A moça sofre da Síndrome de Excitação Sexual Persistente, que faz com que ela fique excitada por grandes períodos de tempo, mesmo sem ter um estímulo sexual. "As vezes tenho muitas relações sexuais, na tentativa de acalmar-me, mas o meu namorado se chateia, porque atinjo o orgasmo com facilidade" – conta Sara. Ela explica que a síndrome aumentou depois que ela completou 19 anos, logo após começar a tomar antidepressivos. "Depois de algumas semanas, passei a sentir cada vez mais excitação. Tudo começou na cama, e o meu namorado estranhou a quantidade de orgasmos que eu atingia durante o ato sexual."

O HOMEM QUE NÃO CONSEGUE ENGORDAR

John Perry sofre de um distúrbio que muitos gostariam de sofrer, nem que fosse por um dia. O inglês de 59 anos pode consumir a quantidade de alimentos que quiser e não consegue engordar. O distúrbio, chamado lipodistrofia, faz com que o corpo queime rapidamente a gordura que absorve. Quando tinha cerca de 12 anos, Perry comentou que começou a emagrecer sem nenhum motivo aparente. Os médicos, sem ainda saber a causa, imaginaram que ele estivesse sofrendo com uma úlcera estomacal e o orientou para que tentasse comer, na tentativa de aumentar o peso, mas sem nenhum resultado. O problema de Perry é causado pela produção de insulina, que é seis vezes maior do que uma pessoa normal.

O HOMEM QUE NÃO SENTE FRIO

Difícil acreditar que alguém consiga suportar temperaturas muito baixas. Wim Hof conseguiu provar que isso é possível. O holandês de 48 anos, que ficou conhecido como o 'Homem de Gelo', já correu uma maratona no Pólo Norte, apenas vestindo um short e nadou cerca de 80 metros em água gelada. Por uma condição incomum, Hof não sofre de hipotermia, como ocorre com a grande maioria dos seres humanos. Ao invés disso, o fluxo sanguíneo, que em temperaturas muito baixas é enviado apenas para os órgãos vitais, no caso dele, continua sendo fornecido para todo o corpo, não permitindo que ele sofra com ulcerações.

terça-feira, 14 de outubro de 2008

ESSE POLÍTICO MERECE

Do Globo Online em 6 de outubro de 2008 retirado do site do candidato a prefeitura da cidade do Rio de Janeiro, o qual eu votei quando concorreu a uma cadeira da Câmara Federal. Eu estou com ele nesse segundo turno apesar de não votar na cidade do Rio. Aqui em Niterói deu Jorge Roberto Silveira em primeiro turno.

RIO - Fernando Gabeira (PV/PSDB/PPS) chegou ao segundo turno depois de um crescimento na reta final que chegou a seis pontos em duas semanas . Um mês antes do pleito, o deputado federal oscilava entre 5% e 7%, mas conforme as pesquisas iam sendo divulgadas, Gabeira crescia nas intenções de voto e no último levantamento do Datafolha, aparecia tecnicamente empatado com Marcelo Crivella (PRB/PR/PRTB/PSDC).

O trabalho de Gabeira para chegar ao segundo turno começou na formação da aliança. Sabendo que precisava de mais tempo na televisão do que o PV poderia lhe dar, o candidato uniu forças com o PSDB, que até então estudava lançar a candidatura do deputado Otávio Leite ou da vereadora Andrea Gouvêa Vieira, e o PPS e formou uma coligação tendo como vice o tucano Luiz Paulo Corrêa da Rocha. A aliança foi muito criticada por adversários e antigos companheiros como Chico Alencar, que declarou que Gabeira havia escolhido o Alencar errado, em referência ao ex-governador tucano Marcelo Alencar.

Pregando um choque de capitalismo na cidade e uma união que envolvesse não apenas os governos estadual e federal, mas a iniciativa privada e a população, Gabeira recebeu ainda mais críticas de adversários durante a campanha. Jandira Feghali chegou a declarar na sabatina do “Globo” que sua candidatura não poderia ser de esquerda ao exibir o apoio do ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga na propaganda eleitoral.

No início da campanha, Gabeira não conseguia obter a adesão de parlamentares de sua própria coligação. Vereadores como Luiz Antônio Guaraná (PSDB) encontravam dificuldades para apoiar o candidato por serem mais ligados a Eduardo Paes (PMDB/PP/PSL/PTB) . De Zito, então candidato a prefeito de Caxias, foi mais fácil receber apoio. Mas ele fez questão de deixar claro que estava se aliando ao Gabeira municipal e não ao federal .

A frase era uma alusão às bandeiras do deputado na Câmara em defesa da descriminalização da maconha e da legalização do trabalho das prostitutas. Durante a sabatina no “Globo” , Gabeira foi questionado sobre a sua mudança de postura sobre a maconha. Ele explicou que não era uma postura oportunista e que já havia dito que era mais importante mudar a polícia do que liberar a maconha num debate há mais de um ano que contara com a presença do governador Sérgio Cabral.

Gabeira também se envolveu em algumas polêmicas durante a disputa do primeiro turno. Criticou duramente a Câmara de Vereadores ao dizer que a Casa era formada por corruptos, matadores e poucos que trabalham . A declaração repercutiu mal entre o presidente da Câmara, Aloísio Freitas (DEM), mas o candidato também recebeu apoio de outros políticos da Casa como Andrea Gouvêa Vieira (PSDB) e Aspásia Camargo (PV) .

No final de setembro, comprou briga com o Ibope, cuja pesquisa mostrou uma diferença de 14 pontos percentuais entre ele e Crivella. No mesmo dia, o Datafolha mostrara que a diferença era de três pontos, dentro da margem de erro . O candidato, então, acusou o instituto de ter contrato com o PMDB. Foi o suficiente para o presidente do Ibope, Carlos Augusto Montenegro, dizer que Gabeira era “covarde, omisso e dissimulado” . Montenegro também lembrou que o PSDB é um dos maiores clientes do Ibope. No dia seguinte, o candidato manteve suas críticas e propôs que as emissoras de TV divulguem se os institutos de pesquisa prestam serviço aos partidos políticos .

Mineiro de Juiz de Fora e em seu quarto mandato consecutivo como deputado federal, o ex-petista Gabeira disputa pela primeira vez a prefeitura do Rio. Mas esta não é a primeira vez que ele tenta um cargo majoritário. Em 1986, Gabeira se candidatou ao governo do estado numa coligação PT/PV. Três anos depois, tentou a Presidência da República. Na Câmara, Gabeira ganhou projeção nacional ao ocupar a tribuna em 2005 para pedir a renúncia do então presidente da Casa, Severino Cavalcanti, acusado de ter recebido propina do dono de um restaurante na Câmara.

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

TATUS PREMIAM CIENTISTAS BRASILEIROS

Recebi esse mail da minha prima Lívia e achei superinteressante a ponto de querer postá-lo aqui. Não sei exatamente de qual fonte veio, mas reproduzo o mail na íntegra com os créditos que lhe foram devido.
Tatus arqueólogos rendem Ig Nobel a cientista da USP
Astolfo Araújo é o primeiro brasileiro a ganhar o Nobel da pesquisa esdrúxula

Suíça leva o prêmio da Paz por defender a dignidade das plantas; americana, o de Química, ao mostrar que Coca-Cola é espermicida
CLAUDIO ANGELO
EDITOR DE CIÊNCIA
Demorou, mas aconteceu. Pela primeira vez na história deste país, brasileiros foram agraciados com o Ig Nobel, o Nobel da pesquisa esdrúxula, dado a estudos que "fazem você rir e depois pensar".
A honra coube ao arqueólogo Astolfo Araújo, da USP, e seu colega José Carlos Marcelino, do Departamento do Patrimônio Histórico de São Paulo, "por demostrarem que tatus são capazes de bagunçar sítios arqueológicos". Por incrível que pareça, o estudo é sério.
Em 2003, Araújo e Marcelino publicaram no periódico "Geoarchaeology" um estudo experimental que mostrava como o tatupeba (Euphractus sexicintus), ao cavar seus túneis, consegue misturar camadas de terra diferentes.
Isso num sítio arqueológico é um potencial problemão, já que nesse processo uma peça arqueológica depositada mais no fundo (e, portanto, há mais tempo) pode ser deslocada para camadas mais jovens do sítio e vice-versa, potencialmente induzindo o arqueólogo a erro.
A notícia sobre o estudo foi publicada na Folha em maio de 2003, e fez este jornalista nomear Araújo como candidato ao Ig Nobel ao humorista americano Marc Abrahams, editor da revista "Anais da Pesquisa Improvável" e organizador do laurel de gozação. Abrahams andava reclamando da falta de candidatos brasileiros. Como no Nobel de verdade, entre a indicação e a premiação às vezes se passam alguns anos.
"Para mim é uma honra", disse Araújo, que desconfiou quando recebeu um e-mail de Abrahams dizendo que queria "discutir o trabalho". O pesquisador, no entanto, se declarou surpreso com a premiação.
"Dentro desse ramo de arqueologia experimental, o que a gente fez não é de outro mundo", contou. Ele lista experimentos como o de um grupo argentino que enterrou cachorros sob tonéis de concreto para ver como o peso dos sedimentos agia sobre os esqueletos. Ou o de um arqueólogo americano, que lascava pedras com as próprias mãos e depois usava as lascas para cortar carne de elefante. A idéia era observar o desgaste do gume.
Mas ele não desdenha do potencial humorístico do próprio trabalho - feito no Zôo de São Paulo, dentro da jaula do tatu e sob o olhar atento de dezenas de crianças. "Os bastidores foram a parte mais divertida."
Entre os outros laureados, que receberam o prêmio ontem numa concorrida cerimônia no Teatro Sanders da Universidade Harvard (EUA), está Deborah Anderson, professora de ginecologia da Escola de Medicina da Universidade de Boston. Em 1985, num estudo no "New England Journal of Medicine", ela mostrou que não só a Coca-Cola tem efeito espermicida como a Coca Diet parece funcionar melhor ainda. Um grupo de médicos de Taiwan divide com ela o prêmio, por mostrar que refrigerantes não são contraceptivos.
A porta-voz da Coca-Cola não comentou a premiação.
O psicólogo Geoffrey Miller, da Universidade do Novo México, levou na categoria Economia por um estudo publicado em novembro passado na revista "Evolution and Human Behavior". Nele, usando dados de 18 voluntárias, ele mostrou que dançarinas de striptease ganham mais dinheiro no pico de seu período fértil.
Araújo só lamenta não poder ter comparecido à premiação, em Cambridge, EUA. "Torrei todo meu dinheiro de bolsa [em viagens acadêmicas]. Como é que eu pediria dinheiro à Fapesp para ir ao Ig Nobel?”